Estudo mostra que Coronavac tem 50% de eficácia contra variante de Manaus

Estudo mostra que Coronavac tem 50% de eficácia contra variante de Manaus

Um estudo realizado com quase 70 mil trabalhadores da saúde que atuam em Manaus, mostram que a vacina Coronavac tem efic√°cia de 50% comprovada contra a variante P1, que surgiu na capital e se espalhou pelo Brasil.

De acordo com os resultados dos testes, essa efic√°cia é adquirida após 14 dias que o trabalhador tenha recebido a primeira dose da vacina. Participaram do processo 67.718 profissionais da saúde que se exp√Ķem diariamente ao vírus.

O resultado positivo representa um grande avan√ßo na luta contra a pandemia e leva os especialistas a acreditarem que o imunizante pode ser eficaz também contra outras variantes que t√™m surgido em outros países como Reino Unido e √Āfrica do Sul.

A pesquisa foi realizada por cientistas e servidores das secretarias de saúde do Amazonas e S√£o Paulo, de especialistas nacionais e internacionais que comp√Ķem um grupo chamado Vebra Covid-19. O projeto é apoiado, ainda, pela Organiza√ß√£o Panamericana de Saúde (Opas).

Agora o grupo segue com os estudos referentes à efic√°cia após o recebimento da segunda dose e em breve deve divulgar os resultados.

A boa notícia vem em meio ao temor das terceira onda da doen√ßa, impulsionado pelo surgimento de novas cepas do coronavírus. Nesta ter√ßa-feira (6), foram notificadas 29 mortes por covid-19 e 953 novos casos de contamina√ß√£o.

Especialistas prev√™m que a nova onda da covid deve iniciar no m√™s de maio e por conta disso, os hospitais do estado j√° se preparam fazendo estoque de oxig√™nio e medica√ß√Ķes usados no tratamento de pacientes.

O Governo, recentemente, parou de receber pacientes de outros estados e afirmou que a terceira onda é real e est√° próxima.