VASECTOMIA: O QUE É? CAUSA IMPOTÊNCIA SEXUAL?

VASECTOMIA: O QUE É? CAUSA IMPOTÊNCIA SEXUAL?

Vasectomia é um método de contracep√ß√£o cirúrgica extremamente seguro, r√°pido e simples, realizado com anestesia local e que n√£o requer interna√ß√£o hospitalar. O procedimento interrompe a circula√ß√£o dos espermatozóides produzidos pelostestículos para a vesícula seminal, de onde seguiriam para a uretra. Apesar disso, boa parte dos homens reluta em se submeter à vasectomia por medo.

A cirurgia é bastante simples: requer uma pequena infiltra√ß√£o local com anestésico e uma incis√£o de 1 cm de cada lado do saco escrotal. Depois, o médico isola digitalmente os canais deferentes que levam os espermatozoides do epidídimo (ducto que coleta e armazena os espermatozoides produzidos pelo testículo) para a uretra e anestesia novamente. Em seguida, corta-se os deferentes, interp√Ķe-se tecido conjuntivo entre os dois pontos para evitar a recanaliza√ß√£o e fecha-se a incis√£o. O paciente é liberado em seguida e pode retomar suas atividades di√°rias.

O homem que se submete à vasectomia continua ejaculando normalmente, embora o s√™men deixe de conter espermatozoides. Para ter certeza de que a cirurgia deu certo, é recomendada a realiza√ß√£o de um espermograma, exame que mede a presen√ßa e a quantidade de espermatozóides no s√™men, depois de um ou dois meses após o procedimento. Antes disso, o paciente deve usar preservativo durante as rela√ß√Ķes sexuais.

É comum, no entanto, que os homens associem a vasectomia à impot√™ncia. N√£o existe nenhum prejuízo ou vantagem org√Ęnica com rela√ß√£o à pot√™ncia ou à performance sexual. Ao contr√°rio do que muitos pensam, a libido do homem que se submete à vasectomia tende a melhorar, pois ele passa a fazer sexo sem preocupa√ß√£o.

A rela√ß√£o entre virilidade e esterilidade n√£o faz sentido do ponto de vista biológico, mas durante muito tempo essa associa√ß√£o foi tida como verdadeira. No imagin√°rio de muitos homens, aqueles que n√£o podem mais gerar filhos deixam de ser viris. Na verdade, a maioria dos homens n√£o pensa que vai ficar impotente. Eles s√£o tomados por um sentimento t√™nue e fluido de medo da diminui√ß√£o da própria masculinidade, uma vez que se tornaram estéreis. Uma coisa nada tem a ver com a outra.

Além de seguro e r√°pido, a vasectomia é um método contraceptivo bastante efetivo, cuja efic√°cia é próxima de 100%. É extremamente importante informar a popula√ß√£o das vantagens desse método para o controle da natalidade, desfazer os preconceitos machistas que o cercam e divulgar os lugares onde o servi√ßo est√° à disposi√ß√£o.

Pela legisla√ß√£o brasileira, o paciente que deseja se submeter à vasectomia deve ter no mínimo 25 anos ou pelo menos dois filhos nascidos vivos. Para realizar a cirurgia pelo SUS, é necess√°rio observar um prazo de 60 dias entre a manifesta√ß√£o da vontade e o procedimento, período em que a pessoa passar√° por aconselhamento com equipe multidisciplinar para desencorajar a esteriliza√ß√£o precoce.

Homens casados precisam do consentimento expresso da esposa para realizar a vasectomia. A mesma exig√™ncia vale para mulheres que desejam se submeter à laqueadura, procedimento bem mais invasivo que consiste no fechamento das tubas uterinas para impedir a descida do óvulo do ov√°rio e a subida do espermatozóide.

Fonte: Portal SBU – Sociedade Brasileira de Urologia

Dr. George Lins de Albuquerque

Médico Urologista