Nem tudo é culpa do Governo Wilson Lima

A grande maioria dos problemas em Hospitais no Amazonas, vem da gestão que responde pela unidade.

Já pararam para analisar que nem tudo de ruim que acontece na saúde é culpa do Governo Wilson Lima?

É certo afirmar que, vivemos sim um dos piores momentos de todos os tempos na saúde do Amazonas. Momentos estes marcados por milhares de vidas perdidas para a COVID-19, hospitais lotados, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que ficaram sem receber por meses. Sim... uma triste realidade!

Mas de fato, nem tudo é culpa do Governador Wilson Lima!

A função do governador, é governar com responsabilidade, nomeando pessoas capacitadas para gerir departamentos, unidades de saúde, hospitais entre outras. Mas cabe ao gestor, a responsabilidade de zelar pela dignidade humana, quando me refiro aos Gestores de hospitais.

Mas o que vemos é uma realidade totalmente diferente daquela que é proposta por um governo sério e que prioriza a qualidade de vida de sua população. Um belo exemplo disto, é a má gestão encontrada no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio Pereira Machado, na zona leste da capital. Hospital, este, que volta e meia é destaque nas redes sociais, e nos principais jornais locais e nacionais, como pior serviço prestado a população. Sim!!!... Pior serviço prestado!

Recentemente, o Hospital e Pronto Socorro João Lúcio Pereira Machado, foi tema de matéria de repercussão nacional e internacional pelo absurdo encontrado no Hospital. Pacientes do grupo de risco, isolados em uma sala, amontoados em macas improvisadas e poltronas, e como se não bastasse, na companhia de um cadáver, que teve como causa de morte motivada por complicações por COVID-19. O corpo ficou na mesma sala improvisada de isolamento por mais de 10 horas, confira na imagem abaixo:


A cena é chocante... a pergunta é, isso é culpa do Wilson Lima?

Não!

A culpa é da gestão equivocada do Hospital João Lúcio, sob a responsabilidade do Sr. Daniel dos Santos.

A culpa é do gestor, sim! Uma vez que ele é responsável de administrar todas as verbas recebidas pelo governo do estado para contratação de pessoal, contratação de equipamentos e serviços que serão utilizados na unidade.

O que vemos hoje, é um ato desumano. Pacientes amontoados, falta de leitos, falta de higiene na unidade, falta de preparo da equipe técnica, atendimento e falta de medicamentos.

Em nota, a direção do HPS João Lúcio, informou que de fato o cadáver ficou na sala de isolamento com os pacientes de COVID, pois não tinham como transportar o corpo para o necrotério da unidade, em razão do risco biológico.

Mas expor os outros pacientes que estavam no isolamento pode?

O Portal Fala Aí Brasil, iniciará uma série de matérias investigativas sobre a unidade e seus problemas, e vamos levar a denúncia ao Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Polícia Federal e GAECO. Alguém terá que ser responsabilizado.

O que nos causa estranheza é que na mesma unidade, que sofre com a super lotação, é a mesma unidade que faz festa de aniversário, com direito a música ao vivo para o Secretário Executivo de Controladoria de Saúde, da SES-AM, o Sr. Silvio Romano, conforme imagem abaixo:


Em plena crise pandêmica, o HPS João Lúcio, faz festinha para o secretário executivo.

O que vemos, de fato, é a total falta de prioridades e compromisso com os usuários da unidade.

Está na hora do Governo do Amazonas mostrar serviço, e colocar para funcionar aquilo que evidentemente não funciona. Respeitar o cidadão que paga seu imposto e tem o direito de receber um atendimento digno nas unidades de saúde.

Com a palavra, SES-AM e Governo do Amazonas, na pessoa do Sr. Wilson Lima.